Siga-nos

Perfil

Expresso

A vida de saltos altos

Cuba proíbe boxe feminino. Mas esta mulher não desiste

  • 333

Namíbia é o nome da pugilista cubana que não desiste do seu sonho

Entre muitas outras coisas, Cuba é reconhecida pela qualidade dos seus pugilistas. Nas últimas décadas conquistaram inúmeras medalhas de ouro, mais do que em qualquer outro país do mundo. Mas embora Cuba seja uma verdadeira fábrica de pugilistas de topo (são quase 20 mil), este desporto está vedado às mulheres pelo regime de Castro. Namibia é o nome da pugilista que quer quebrar esta regra.

A história de Namibia, uma pugilista cubana de 38 anos que treina às escondidas do Governo, e que consegue ganhar a muitos homens, foi o ponto de partida para o documentário "Boxeadora", da norte-americana Meg Smaker. Que entretanto foi um dos vencedores do South by Southwest 2015 Music, Film and Interactive Festival, em Austin.

Uma mulher, um sonho: ser pugilista profissional

A realizadora, também amante de boxe, cruzou-se com Namibia quando visitou Cuba para explorar aquele universo. "Descobrir que isto acontecia num país tão rico em desporto e com uma cultura comunista que apregoa a igualdade foi um choque", explica Meg. Nunca lhe tinha passado pela cabeça que a modalidade fosse proibida ao sexo feminino e uma vez que as questões da discriminação de género já tinham inspirado outros dos seus trabalhos, decidiu revelar a perseverança de Namibia além fronteiras.

"Boxeadora" não é apenas um documentário: é uma odisseia. A jornada de uma mulher em corrida contra ao tempo por causa da idade, que inevitavelmente a vai também impedir de conquistar o seu sonho: ser pugilista profissional e conquistar uma medalha olímpica.

Para o conseguir Namibia vai ter de deixar o seu país e procurar a oportunidade noutro sítio. Rodeada da homens que a admiram, é um símbolo da oposição e resiliência contra a um regime que teima em lhe cortar as asas. A história de uma mulher, literalmente cheia de força, contada por outra mulher cuja sensibilidade nos consegue transportar até Havana. Uma viagem que definitivamente vale a pena fazerem.

Espreitem o trailer e fiquem a conhecer um pedacinho desta grande história. Ideal para começar a semana.

 

A Vida de Saltos Altos também está presente no Facebook. Na página desta popular rede social qualquer um pode ser fã deste blogue. Clique para visitar.