Siga-nos

Perfil

Expresso

Trump e as mulheres: 10 frases que devemos relembrar

  • 333

FOTO © MIKE SEGAR / REUTERS

Donald Trump é um ser com problemas, começando pela falta de valores morais e de respeito pelo próximo. Se tal personagem chegar à presidência do Estados Unidos, não são apenas os norte-americanos que vão ter um grande – e indescritível – problema pela frente. Será o mundo. Posto isto, é essencial que nos deixemos apenas de rir com as tremendas idiotices que lhe saem boca fora, mas que passemos a usar também o humor e a sátira como formas de agitar consciências para o que aí pode vir. A falsa primeira página partilhada pelo Boston Globe é um belo exemplo disso.

Em manchete, a seguinte frase: “As deportações vão começar". A falsa notícia conta como Trump assume o compromisso de expulsar 11,3 milhões de imigrantes clandestinos em dois anos. Outra falsa notícia explica como os soldados norte-americanos se estão a recusar a seguir ordens do Presidente para matarem familiares do Daesh. E ainda outra fala de um conflito diplomático com a China, causado pelo nome que Trump escolheu para o seu cão.

Esta última falsa notícia, carregada de pequenas subtilezas de interpretação, explica como o suposto novo Presidente norte-americano decide chamar o seu cão de Peng Liyuan, nada mais, nada menos, do que o nome da primeira-dama chinesa. As suas declarações quanto a este incidente são as seguintes: "Não sei a razão de se sentirem ofendidos, eu gosto de cães fofos e de mulheres. Não é a mesma coisa que twittar a foto de um Rottweiler com o nome Merkel.”

Esta resposta é fictícia, obviamente. E Donald Trump ainda não é Presidente. Mas se por acaso algum dia vier a ser, estas poderiam facilmente vir a ser declarações oficiais de alguém que se está simplesmente nas tintas para a diplomacia. E que usa a xenofobia e a misoginia como formas de estar na vida.

Donald Trump, o misógino

Ao longo dos últimos meses, Donald Trump não tem revelado a sua postura sexista, tem-na apenas reconfirmado. “Bimbas”, “porcas gordas”, “patetas” e “animais nojentos” são apenas algumas das formas que tem vindo a utilizar para se referir às mulheres que se cruzam no seu caminho e que lhe fazem frente. Sarah Jessica Parker, Cher, Bette Midler, Rosie O’Donnek e, claro, Hillary Clinton, foram apenas alguns dos seus alvos preferidos no que toca a comentários totalmente desrespeitosos, onde a misoginia é a palavra de ordem.

Na sua visão retrógrada e mal-formada – que, infelizmente, parece representar a visão de tantos eleitores Estados Unidos fora – Trump considera as mulheres objetos sexuais, seres que só são válidos profissionalmente por causa da aparência física e que, aparentemente, são nojentas por irem ao wc (esta foi dirigida a Clinton) ou descontroladas quando estão com o período.

Podíamos continuar rir de tanta palermice, mas simplesmente Donald Trump já deixou de ter piada. É um perigo latente a quem milhares e milhares de pessoas ainda fazem vénia e aplaudem de pé. Incluindo mulheres. Dedicado a todas essas senhoras - que só podem viver completamente alheadas da realidade - aqui fica uma curta seleção de tiradas sexistas de Trump, que refletem a sua postura no que diz respeito às mulheres. Se fossem parte de um guião de uma sitcom satírica até tinham piada. Mas isto é a vida real. São frases ditas em campanha ou em entrevistas à imprensa, sem qualquer pudor:

“Não interessa os que os media dizem, desde que tenhas ao teu lado uma gaja nova e com um belo rabo”

“Se a Hillary Clinton não consegue satisfazer o marido, o que é que a faz achar que pode satisfazer a América?”

“Eu gosto de crianças, mas quer dizer, eu não faria nada para tratar delas. Eu dou dinheiro e ela que tome conta”

“Ao todo são 26 mil casos de assédio sexual não reportados e apenas 258 condenações. O que é que estes génios estavam à espera quando decidiram pôr homens e mulheres a trabalhar juntos?” (sobre a violência sexual entre militares)

“Tem de haver alguma forma de castigo, mas ainda não sei qual” (em resposta a uma pergunta sobre mulheres que fazem abortos)

“Olhem bem para aquela cara. Alguém quer votar naquilo? Conseguem imaginar aquela cara como a do vosso Presidente? Ela é mulher e eu não devia dizer estas coisas, mas a sério.” (sobre Carly Fiorina, ex-candidata às presidenciais)

“Podíamos dizer de forma politicamente correta que as aparências não interessam, mas claro que interessam. Se você não fosse gira certamente que não tinha este emprego” (dirigida a uma jornalista)

“Ela estava a deitar sangue dos olhos. Aliás, ela estava a deitar sangue de vários sítios, dava para ver que estava descontrolada” (também sobre um jornalista)

“ A minha parte favorita [de 'Pulp Fiction'] é quando o Samuel L. Jackson saca da arma na cafetaria e ordena ao rapaz para mandar a sua namorada calar a boca”

“Mulheres, temos de tratá-las como se fossem merda”.