Siga-nos

Perfil

Expresso

Cancro da mama: “Costuras à Flor da Pele”

  • 333

Koen Suidgeest

Quando falamos de cancro da mama, há um factor incontornável que exige reflexão urgente de todos nós: nas últimas décadas a doença tem aumentado significativamente nos países desenvolvidos. Por cá, a associação Laço estima que 1 em cada 11 mulheres portuguesas irá ter cancro da mama ao longo da sua vida e todos os anos há em média 5600 novos casos , numa batalha dolorosa que rouba a vida a cerca de 1500 portuguesas. É esta principal causa de morte precoce na mulheres do nosso país.

koen Suidgeest

Mesmo que os números não fossem tão alarmantes, ver a exposição “Costuras à Flor da Pele” é obrigatório tanto para homens, como para mulheres. Assinado pelo galardoado Koen Suidgeest, é um documento impressionante contado na primeira pessoa através de imagens que têm tanto de duras, quanto de extremamente emotivas. Ao todo, mais de 200 mulheres, sobreviventes ou em atual tratamento do cancro da mama, dispuseram-se a tirar a roupa e a mostrar ao mundo as cicatrizes do seu corpo enquanto reflexo das cicatrizes que lhes ficaram na alma. Mulheres de coragem, que se confrontaram com a possibilidade de uma morte que chega sempre cedo de mais. E que querem ajudar a consciencializar pessoas de todo o mundo para uma doença que ceifa milhares de vidas todos os anos.

Koen Suidgeest

Depois de Madrid e Barcelona, a exposição está agora no Porto e pode ser vista gratuitamente na Casa das Artes, até dia 18 de novembro. Combinar a arte com uma causa é já uma linha habitual do trabalho do cineasta holandês, que conviveu de perto com a realidade do cancro da mama. Neste testemunho que respira beleza, as mulheres que nele participam são verdadeiras heroínas que, ao deixarem-se fotografar, em muito contribuem para a normalização da doença e das mazelas que esta pode deixar em cada paciente.

Para perceber a motivação de cada uma das mulheres que participaram não há nada como ver este vídeo que partilho em baixo e ouvi-las pela boca das próprias. A exposição vai estar patente até à próxima quarta-feira e por cada visitante a Sanofi (parceira da iniciativa) doará €1 ao Centro de Mama do Centro Hospitalar de São João (CHSJ). Não percam. Por todos os motivos, vale a mesmo a pena.