Siga-nos

Perfil

Expresso

Executivos sem gravata

Afinal, quem manda?

Lula da Silva ultrapassou Barack Obama e é o homem mais influente do mundo. Nova ordem económica?

Rosália Amorim

Lula da Silva, o ex-sindicalista actual presidente do Brasil, foi eleito pela revista TIME como a personalidade mais influente do planeta. Para surpresa de meio mundo, Barack Obama não só foi ultrapassado como caiu para quarto lugar no ranking.

Lula foi escolhido pela TIME pelo seu desempenho como presidente e pelas medidas sociais que aplicou e que tiveram impacte positivo na evolução do país. Marcou pontos na tabela da TIME com as reformas da saúde e com o programa Fome Zero, para erradicação da fome no Brasil.

Além disso, quando uma boa parte das economias de todo o mundo encolhe, o país de Lula estica e mostra que quer deixar de ser chamado de "eterna promessa" para ser chamado de "O Brasil que dá certo". A economia cresceu em 2009 e em 2010 poderá continuar no bom caminho, sendo as previsões de crescimento de 5,5%.

O ranking da TIME mostra que países emergentes como o Brasil assumem poder e traçam uma nova ordem económica mundial. Obama pode ser quem ainda manda e mandará, mas Lula tem já uma palavra influente a dizer. E faz-se ouvir.

A questão da influência e do poder é pertinente. Recentemente na Revista Única, do Expresso, elegemos os mais poderosos de Portugal. O resultado? Ricardo Salgado, presidente do Banco Espírito Santo, foi escolhido por 17 personalidades como o número um. Também no nosso país há uma "nova ordem", ou seja, o poder industrial (por exemplo de Belmiro de Azevedo, que ficou em segundo lugar na lista publicada pela Única) foi ultrapassado pelo poder financeiro.