Siga-nos

Perfil

Expresso

Porque votou Costa em Marcelo?

  • 333

Quase todas as sondagens concediam a vitória a Marcelo neste fim-de-semana passado, na primeira volta das eleições presidenciais mais disputadas de sempre. O esperado aconteceu.

A pulverização dos votos de esquerda por tantos candidatos deverá ter favorecido o candidato do centro-direita, ou da esquerda da direita, como está agora na moda.

A popularidade de Marcelo foi conseguida através da sua presença assídua e simpática nos lares dos portugueses. A televisão aproximou o comentador do povo.

O comentador trouxe agora o político para casa das pessoas e o povo mostrou no passado Domingo como bem sabe receber o amigo do seu amigo, numa prova de confiança.

Depois das eleições legislativas terem recriado a fissura entre a esquerda e a direita na sociedade portuguesa, vem agora Marcelo demonstrar que afinal somos todos amigos e que anda tudo ao mesmo.

Poucos se lembram, mas Marcelo apoiou e viabilizou na oposição o governo da direita da esquerda do seu amigo Guterres, com o apoio de Sampaio de esquerda na Presidência.

Costa sabe que Marcelo sabe que foi a esquerda moderada a viabilizar a sua eleição. E ambos sabem que a direita também sabe disso.

Marcelo sabe que Costa sabe que o apoio da extrema-esquerda ao governo não vai durar muito tempo.

Ambos sabem que um Presidente de esquerda iria acicatar ainda mais a fúria legislativa da extrema-esquerda no parlamento.

Todos sabem que o apoio da direita é indispensável para assegurar a estabilidade da legislatura, quando as exigências da extrema-esquerda forem insustentáveis.

O que Costa e Marcelo sabem, mas não dizem, é que o facto do PS se ter dividido em apoios a Nóvoa e Belém, enquanto não apoiava formalmente ninguém, beneficiou Marcelo à esquerda.

Pois só com Marcelo na Presidência poderá Costa vir a ser o Polícia Bom para moderar a esquerda radical contra o Polícia Mau Marcelo e o seu poder de dissolução da Assembleia da República.

Marcelo servirá assim de arma de arremesso contra o ímpeto revolucionário dos atuais apoiantes do governo, bem como de facilitador do apoio da direita no parlamento, sendo o garante da estabilidade governativa.

Costa sabe que tem que virar à direita para chegar ao centro e assim vencer as próximas legislativas. E sabe que Marcelo é o caminho mais curto e mais rápido para lá chegar.

Marcelo sabe que ter agora virado à esquerda permitirá ser Presidente da República, mas que só a viabilização deste governo permitirá sonhar com o segundo mandato.

É por isso que Costa votou em Marcelo. Agora todos sabemos porquê...