Siga-nos

Perfil

Expresso

Falar Global

Fab Labs : Crianças que dobram a tecnologia (vídeo)

Estão a chegar a Portugal os Fab Labs laboratórios onde qualquer criança ou adulto pode ver em prática as suas ideias sobre o que quer que seja. (Veja no final do vídeo a rubrica Global Net, uma parceria editorial do Falar Global com o Expresso)

Valentina Kofi tem oito anos, vive no Gana e em apenas 48 horas construiu, sozinha, o protótipo de um alarme electrónico que, em caso de emergência, vai permitir alertar as casas na sua aldeia através de uma comunicação wireless.

Este é apenas um dos muitos casos de sucesso dos Fab Labs, laboratórios digitais de prototipagem rápida, onde qualquer pessoa pode materializar as suas ideias construíndo um objecto ou inventado novos conceitos.

"Os Fab Labs nasceram no MIT há alguns anos através de um grupo de investigação de um professor chamado Neil Gershenfeld, que tinha uma disciplina que se chamava 'Como construir quase qualquer coisa' onde a ideia era que as pessoas tivessem capacidade construir qualquer coisa que tivesses idealizado", explica Ivan Franco, da Ydreams.

Imaginação dita as regras

Dentro dos Fab Labs a liberdade é total e a imaginação dita as regras. Qualquer pessoa pode ir até um destes laboratórios e à sua disposição terá impressoras a 3D ou máquinas de corte a laser que permitem, por exemplo, fazer uma cadeira. A arquitectura e a construção também podem beneficiar com as invenções dos Fab Labs, por exemplo, com uma impressora especial que permite levantar as paredes duma casa de forma simples e totalmente automatizada. Por outro lado os Fab Labs ajudam a reciclar utensílios domésticos como uma escova de dentes que, com um pouco de imaginação e perícia, se pode transformar num brinquedo tecnológico.

Os casos não se ficam por aqui, como exemplifica Mónica Pedro da Ydreams: "Tivemos o caso do Fab Labs de Amesterdão que realizava seminários para crianças da escola primária onde eles iam para lá fazer chupa-chupas com desenhos".

Fab Labs em Portugal

Neste momento cerca de 50 laboratórios digitais estão espalhados desde o centro dos Estados Unidos até à Índia rural, passando pelo norte da Europa ou pela África do Sul. Agora espera-se que seja também uma realidade em Portugal. Estes laboratórios digitais podem surgir pelas mãos de qualquer pessoa que, se for um empresário, pode concorrer ao sistema de incentivos à inovação e, se for uma Câmara Municipal, pode concorrer aos incentivos à ciência e à tecnologia. O primeiro Fab Lab Português deverá estar disponível já este Verão num espaço disponibilizado pelo IAPMEI.

Car Crash

Reconstituição de acidentes em 3D

Veja na SIC Notícias: