Siga-nos

Perfil

Expresso

Palavras dadas

Muitos pés de barro, decadentes e desacreditados

  • 333

Os problemas políticos não podem reduzir-se a questões morais ou de caráter. Mas as questões morais e de caráter não são negligenciáveis, sobretudo quando se revelam contraditórias com a ação política. Não se diga que são os efeitos perversos da mediatização da política até porque um desses efeitos é a relativização dos procedimentos e das condutas. A crescente personalização da política colocou uma pressão muito forte nos líderes. Perderam relevância as ideias e os programas, tantas e tantas vezes atraiçoados, e concentraram-se todas as expectativas nos protagonistas. Bem ou mal, é neste mundo que vivemos, é esta a nossa democracia descontente. Sujeito a um escrutínio (legítimo e necessário) mais apertado, o primeiro-ministro confessou que não é um "homem perfeito". Ainda bem. Livrem-nos deles!  

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI