Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparências e realidades

  • 333

O eleitorado parece hoje mais convicto do sentido de voto expresso há dois meses em eleições. Na sondagem da Universidade Católica para a Antena 1, Passos Coelho voltaria a ganhar, mas sem maioria. Não se alteraria a dita correlação de forças. Teríamos uma polarização ainda maior. A maioria de esquerda seria maior e a minoria de direita também. Todos crescem, menos o PCP. A luz verde concedida ao governo socialista não será inteiramente pacífica. Jerónimo de Sousa empenhou-se num entendimento, os órgãos do partido acompanharam-no, mas todos os passos foram muito difíceis.

As reticências são significativas e observáveis claramente nesta sondagem. Uma percentagem relevante de eleitores comunistas preferem ver Passos Coelho no governo. Estranho, ou talvez não. Andam muitos militantes confundidos. Protestam contra quem? Contra o governo apoiado pelo seu próprio partido? Tolerância com a "farinha do mesmo saco"? Como se isso não bastasse, quem capitaliza com a situação é o Bloco de Esquerda...

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI