Siga-nos

Perfil

Expresso

Cavaco, o inimigo do Bloco Central

  • 333

Em 1983, ainda antes de Cavaco Silva fazer a rodagem do seu carro rumo à Figueira da Foz, Portugal tinha umas finanças depauperadas e foi obrigado a recorrer ao FMI. Tinha ficado para trás um governo AD (PSD+CDS+PPM) e as eleições desse ano ditaram uma vitória do PS. As dificuldades ao tempo e a receita da austeridade aconselhavam um governo forte. Mário Soares percebeu isso e corresponsabilizou o PSD naquele que ficou conhecido como o governo do Bloco Central. O único que houve até hoje.

Mota Pinto era o líder de um PSD minado, dividido. Não passou muito tempo até à sua resignação e súbita morte de ataque cardíaco. Rui Machete levou o partido a congresso e foi aí que Cavaco Silva surpreendeu João Salgueiro e lhe arrebatou a vitória que parecia certa.
Cavaco surgiu determinado a pôr fim ao Bloco Central e a provocar a antecipação de eleições. E assim foi.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI