Siga-nos

Perfil

Expresso

Política que embala os números – ou será o contrário?

  • 333

Vivemos no paradoxo dos números. Passam por ser a medida certa do mundo, o argumento final para justificar um sentido, a contabilidade imprescindível e, no entanto, quantas vezes são a imagem mais enganadora. Não é que o número não nos ajude a precisar quantidades, a ancorar referências, mas fazer deles a primeira e última razão das nossas opções é muito pouco rigoroso, seja porque os números são manipuláveis, com mais ou menos criatividade, seja porque há números de várias qualidades: positivos, negativos, relativos, irracionais, decimais, romanos, primos, naturais, complexos, atómicos até. Os números são muitas vezes enganadores. 

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI