Siga-nos

Perfil

Expresso

Ócios do ofício

João Garcia

Nada como dantes

Esta época de paz chega com muitas guerras abertas na Justiça portuguesa. Dificilmente se podia prever um ano como este, em que teríamos um ex-primeiro-ministro em prisão preventiva, um diretor-nacional de uma polícia detido em casa, o mais emblemático dos banqueiros acossado e várias outras personalidades sob investigação ou já condenadas a penas de prisão, efectivas ou não, embora ainda a aguardar recursos.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI