Siga-nos

Perfil

Expresso

Passos e os cinco minutos da asneira

Costuma dizer-se que a primeira coisa que se deve fazer quando surge um problema é não fazer nada durante cinco minutos, pois parte dos problemas resolvem-se por si próprios nesses cinco minutos. O Governo tinha um problema com o crescendo da oposição de Passos Coelho por causa do grande incêndio de Pedrógão Grande. Bastou esperar cinco minutos: o presidente do PSD fez um declaração desastrosa e virou o problema contra si. Esperemos que temporariamente: porque o papel da oposição política neste caso é inestimável. Se for feita em termos estimáveis.

O assunto é seríssimo. Passos Coelho teve uma informação de fonte enganada ou enganosa e anunciou que “há pessoas que puseram termo à própria vida” em Pedrógão Grande, pelo que “o Estado falhou e continua a falhar”. A sua fonte, que logo depois se identificou, é provedor da Santa Casa da Misericórdia local e confessou ter-se enganado. “Era um boato.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)