Siga-nos

Perfil

Expresso

O Expresso, aos 44

O Expresso faz hoje 44 anos e nada ocorre que não seja falar de futuro. O futuro é o legado do passado e este passado lega uma marca de jornalismo livre, com participação numa sociedade melhor e um relacionamento de confiança com os leitores. Não é só uma herança, é um compromisso. O nosso compromisso consigo.

O mundo muda mais devagar do que parece em cada dia - e mais depressa do que antevemos em cada década. 44 anos depois de 6 de janeiro de 1973, quando Francisco Pinto Balsemão fundou o Expresso, o mundo é outro, o país é outro, a sociedade, a política, a economia, a tecnologia são outras, as ameaças são vorazes, as rapidezes são rapidíssimas, as inseguranças, as instabilidades, as incertezas são lancinantes, mas as maravilhas são extraordinárias, as possibilidades são imperecíveis, a informação é circulatória. E também o Expresso mudou tanto!... mudando nada na sua personalidade, na sua ambição, no seu compromisso: os termos fundacionais de liberdade, independência, qualidade foram, são e serão a garantia deste contrato entre nós, jornalistas e leitores – somos uma casa de jornalismo.

A tecnologia permite chegar a mais leitores, mais depressa, com narrativas complementares e completas, mas o jornalismo também é pensar devagar, refletir para evitar o tropel das cadências manipuladas ou manipuladoras, fazer a confirmação de factos, o apuramento de notícias, a intermediação de elementos informativos, para que a dispersão não seja o caos, a desgraça não seja graça, os medos não transfigurem as sociedades. Os consórcios internacionais entre jornais musculam a investigação. As batalhas com grandes distribuidores de informação são por uma concorrência equilibrada. Mas no princípio estamos sempre nós e o nosso fim são sempre os leitores, nesta relação de compromisso social a que chamamos jornalismo.

O site em permanência, o Diário ao fim do dia, o semanário ao sábado são as formas como lhe chegamos às mãos, pelos olhos, cérebro adentro, coração afora. E mais os vídeos, os 2:59, as redes sociais, os podcasts, os projetos de inovação editorial que testamos, lançamos, concretizamos. Todos os dias trabalhamos por isso, para isso, nestes 44 anos construídos, em todos os que temos pela frente e estamos cada dia a construir. É esta a nossa função, jornalismo. É esta a nossa dedicação, pelos leitores. É esta a nossa ambição, por uma sociedade melhor. É esta a nossa matriz, em liberdade, pela liberdade.

Parabéns a nós. A nós todos. Somos Expresso.