Siga-nos

Perfil

Expresso

Hay gobierno. Soy contra?

  • 333

Portugal está a viver um dos períodos mais bizarros de sempre. Não é só novo, não é só a mudança do sistema de poder partidária que pode suceder, ou a transmutação do que sempre foi no que afinal será. É a bizarria do fazer de conta que vamos dar posse a um governo que não será governo e não sabermos ainda quem afinal governará.

O insólito é um pássaro que está a voar entre o Palácio de Belém e a Assembleia da República e que acabará por poisar no Palácio de São Bento. Os partidos estão a encaixar-se formando um puzzle final que resultará das suas oposições, mais do que as suas posições. Passos Coelho, o mais votado, foi indigitado, tomará posse e cai em 15 dias. António Costa foi menos votado, estava dado como possível demissionário, é neste momento líder da oposição e daqui a 15 dias poderá encaminhar-se para primeiro-ministro.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI