Siga-nos

Perfil

Expresso

Um mártir alimenta-se de martírio

  • 333

Tudo o que se passa com Sócrates é um espetáculo. Literalmente. A detenção foi um espetáculo televisivo. As visitas a Évora. As cartas publicadas na imprensa. Porque o espetáculo aproveita aos dois lados. Mas como cada fogo se extingue, cada nova chispa é ateada com entusiasmo. Recíproco. Agora, é prisão domiciliária com pulseira eletrónica, que Sócrates talvez recuse. O “talvez”, aliás, já criou espetáculo. E essa é uma forma de Sócrates viver fora da cadeia. 

Para continuar a ler o artigo, clique  AQUI