Siga-nos

Perfil

Expresso

A caminho de uma nova e mais violenta crise

Será possível que o mundo esteja a trilhar o mesmo caminho que nos levou à brutal crise financeira, económica e social de 2008? Lamentavelmente, parece ser isso que está exatamente a acontecer. Com uma agravante: a situação política mundial é hoje bastante mais complexa e perigosa.

O alerta está contido num texto exemplar de Carlos Tavares, presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, e onde explicita tudo o que se devia ter feito na sequência da crise que abalou o mundo há seis anos – e tudo o que não foi feito nem está a ser feito. Os bancos deviam ser mais pequenos? Pois tornaram-se maiores. Os Estados, famílias e empresas deviam diminuir o endividamento? Pois estão mais endividados. Os mercados deviam ser mais regulados? Pois não se melhorou nada. Os produtos financeiros deviam ser mais transparentes? Pois estão de regresso os produtos cujo risco ninguém consegue medir. Bancos, auditores e agências de rating deviam mudar de comportamentos? Pois voltaram ao “business as usual”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)