Siga-nos

Perfil

Expresso

O dia mau de Moreira da Silva

  • 333

Jorge Moreira da Silva comandou a delegação do PSD ao congresso do PS. À saída fez declarações manifestamente infelizes. Com efeito, a ameaça das sanções da União Europeia a Portugal não são uma cortina de fumo lançada por António Costa para evitar discutir “as verdadeiras questões” que o país enfrenta. Há, seguramente, muitas “verdadeiras questões” para debater. Mas as sanções pairam mesmo ameaçadoramente sobre a nossa cabeça como a espada de Dâmocles.

Não teria Jorge Moreira da Silva nada para dizer à saída do congresso do PS? Aqueles três dias não lhe sugeriram nada melhor do que lhe saiu? Esteve fora do país nas últimas semanas? Ou foi apenas um momento mau? Provavelmente a resposta será esta última, até porque Jorge Moreira da Silva foi um bom ministro, é um político de futuro e trata-se de uma pessoa muito sólida do ponto de vista técnico, nomeadamente em questões ambientais. Ou seja, não é um político da politiquice.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • PSD acusa PS de seguir lógica de 'Syrização'

    O vice-presidente do PSD Jorge Moreira da Silva recusou ainda este domingo que estejam atualmente em causa sanções contra Portugal, defendendo que o tema é usado pelo PS como “cortina de fumo” para evitar o que é “verdadeiramente importante”