Siga-nos

Perfil

Expresso

José Eduardo dos Santos, Pedro e o lobo

  • 333

O Presidente de Angola anunciou que deixa a política ativa em 2018, uma promessa que já tinha feito em 2011. Em 2013, em entrevista à cadeia brasileira TV Band, tinha admitido estar há “demasiado tempo” no poder. Mas os anos têm passado e a parábola de Pedro e o lobo vai-se colando às palavras de José Eduardo dos Santos: já ninguém acredita quando diz que vai deixar o palácio cor-de-rosa, de onde governa sem oposição a nação angolana há quase 37 anos.

O presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e chefe de Estado angolano desde 1979 anunciou a sua decisão esta manhã, na abertura da 11.ª reunião ordinária do Comité Central do MPLA. José Eduardo dos Santos assegurou que a sua decisão se concretizará em 2018. E as dúvidas quanto à sinceridade da afirmação surgiram de imediato.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI