Siga-nos

Perfil

Expresso

A dra. Maria Luís já não vai ser líder do PSD

  • 333

Ao princípio, poucos davam por ela. Tinha sido professora de Passos Coelho e por isso ocupava a pasta de secretária de Estado do Tesouro. Mas a estrela do primeiro Governo PSD/CDS era Vítor Gaspar, o todo poderoso ministro das Finanças. Quando ele se demitiu, a ascensão de Maria Luís ao cargo foi vista como uma segunda escolha. Puro engano. Maria Luís afirmou-se técnica e politicamente, tendo ganho inclusive elogios internacionais, como o do ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble. Daí a ser vista como uma potencial sucessora de Passos Coelho se o PSD perdesse as eleições de 4 de outubro foi um passo de anão.

Como se sabe, o PSD ganhou mesmo as eleições, mas a coligação de centro-direita não conseguiu fazer passar o seu Governo no Parlamento e o país ganhou um inusitado Governo do PS, apoiado pelos partidos à sua esquerda, BE e PCP. Perante o novo cenário, Passos não se demitiu da liderança do PSD. Mas sempre se poderia esperar que, a prazo, Maria Luís ascendesse ao cargo. O que aconteceu esta semana afastou essa hipótese.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI