Siga-nos

Perfil

Expresso

Alô, TAP! Temos um problema

  • 333

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou, esta sexta-feira, em Bruxelas, que o Estado retomará a maioria do capital da transportadora aérea TAP mesmo sem acordo com os compradores privados. Não parece boa ideia.

É verdade que António Costa sublinhou bastas vezes durante a campanha eleitoral que a solução que defendia para a companhia aérea era a manutenção da maioria do capital em mãos públicas. É verdade que isso está no programa eleitoral do Governo. É verdade igualmente que os dois partidos à esquerda que apoiam o Governo, BE e PCP, defendem igualmente que a transportadora deve ser pública. Mas tudo isto choca com um pequeno pormenor: o Governo anterior negociou a venda da TAP, empenhando o nome do Estado português nessas negociações. É verdade que o fez mesmo em cima do final do seu mandato e que o acordo foi assinado um dia depois do Governo ter sido demitido. Só que os privados não podem ser culpados por isso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI