Siga-nos

Perfil

Expresso

A fronda cavaquista

  • 333

E cá vai o bom povo português para mais um merecido fim-de-semana na santa ignorância do que vai decidir o Presidente da República sobre o Governo do país. Uma coisa é certa: que o Presidente se esforçou imenso para receber apenas quem já sabia que lhe ia dizer o que ele queria ouvir, disso não há nenhuma dúvida. Por isso, deve ser ser-lhe muito fácil decidir.

Vejamos. No dia 12, Cavaco Silva recebeu os presidentes da CIP, CCP, CAP e Confederação do Turismo de Portugal. No dia 13 foi a vez da Associação das Empresas Familiares (foi a primeira vez que tal aconteceu, a que não deve ser alheio o facto do presidente ser Peter Villax, líder da Hovione e próximo do CDS), Fórum para a Competitividade (presidido por Pedro Ferraz da Costa, ex-presidente da CIP e próximo do CDS), as centrais sindicais CGTP e UGT, e o presidente do Conselho Económico e Social, Luís Filipe Pereira, ex-ministro de Cavaco e militante do PSD.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI