Siga-nos

Perfil

Expresso

A decisão do BCP e o mercado angolano

  • 333

O BCP anunciou esta semana uma operação de junção do Millennium Angola (que controla) com o Banco Privado Atlântico. Mas sob as palavras oficiais, o que está em causa é uma aposta cada vez menor naquele mercado. O Millennium Angola não era uma operação relevante para as contas do BCP. Mas a degradação da economia angolana, como resultado da acentuada quebra dos preços do petróleo, o aumento do crédito bancário vencido e sobretudo as novas regras europeias para bancos com operações em África (os títulos de dívida pública locais passam a ter de ser provisionados a 100% quando até agora não tinham de ser provisionados) levaram a instituição liderada por Nuno Amado a desistir de uma aposta própria naquele mercado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI