Siga-nos

Perfil

Expresso

Alea jacta est

  • 333

Os dados estão lançados. Esta campanha eleitoral vai entrar para a história da democracia portuguesa e para os manuais da ciência política. A única dúvida é se o vencedor anunciado – a Coligação Portugal à Frente – vence com maioria relativa ou absoluta. Digamos que em 2012 as possibilidades da coligação perder esmagadoramente estas eleições eram de 100%. Em 2013, essa probabilidade mantinha-se seguramente nos 100%. Em 2014, finalmente, a percentagem terá caído para 85% até metade do ano. E a partir daí a ascensão foi meteórica, até se colocar a par do PS no primeiro semestre do ano – e arrancar definitivamente para a vitória nos últimos quinze dias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI