Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

Europa vencedora

Uma vez não são vezes. "A Europa ganha", lemos na manchete da edição internacional da Newsweek

Pedro Cordeiro

Pedro Cordeiro

Editor da Secção Internacional

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

"Contrariamente ao cliché muito generalizado, segundo o qual o dinamismo americano se opõe à estagnação económica europeia, no decurso da última década os grandes grupos europeus bateram os seus concorrentes do outro lado do Atlântico, muitas vezes com larga margem", escreve a revista nova-iorquina. "Apesar do crescimento da China e de outros países", a economia do Velho Continente aguentou-se e "representa hoje 17% das exportações mundiais desde 2000, enquanto os Estados Unidos passaram de 17 para 11%". As empresas europeias "geram, igualmente, mais lucros" (13%, em média, entre 1998 e 2008, contra 7% dos EUA) e "são mais globalizadas" do que as suas concorrentes do outro lado do Atlântico (39% das suas vendas fazem-se no estrangeiro - fora da UE - contra 30% para os Estados Unidos e o Japão), acrescenta a Newsweek.