Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Do outro mundo

Morreu-lhe o gato atropelado. Embalsamou-o, pôs-lhe motor e transformou-o num helicóptero

  • 333

Luis M Faria

Há gente para tudo. E sabemos que os amantes de gatos são muitas vezes gente com as suas particularidades - como os próprios gatos, aliás. Mas transformar um gato de estimação num helicóptero é algo que não lembraria a qualquer pessoa. Lembrou a um holandês chamado Bart Jansen. Quando o seu gato morreu atropelado por um carro, achou que devia fazer qualquer coisa, para o companheiro de tantas horas felizes não acabar simplesmente, dessa forma inglória. A ideia surgiu-lhe. Falou com um especialista em controle remoto e com um taxidermista. O resultado foi... o Orvillecóptero (Orvilee era o nome do gato). Jansen, que é artista, concebeu a obra como uma homenagem ao bichano. Também aproveitou para a apresentar na KunstRai, uma feira de arte em Amesterdão, e sem dúvida que deu nas vistas. Porém, há um problema: o Orvillecóptero não voa muito bem. Jansen diz que no aniversário do animal lhe vai pôr uns motores melhores e umas asas mais largas.