Siga-nos

Perfil

Expresso

Orçamento - 17 perguntas dirigidas à direita

  • 333

1 - Por que é que o PSD não apresenta propostas de alteração ao orçamento de estado?

2 - Concordam que este este OE é o primeiro de há muitos anos que cumpre a Constituição?

3 - Concordam com o não aumento do IVA?

4 - Concordam com o fim dos cortes salariais?

5 - Concordam com o fim dos cortes nas pensões ao contrário do corte de 600 milhões de euros que o anterior Governo propôs em Bruxelas?

6 - Concordam com a eliminação da sobretaxa, nuns casos parcial, noutros total, no IRS?

7 - Se Passos fosse PM e Portas Vice que fariam?Mantinham a sobretaxa do IRS, continuando a reduzir o IRC, ou faziam o que faz este OE: reduzir o IRS, sem aumentar o IRC?

8 - Concordam com o fim da isenção dos fundos de investimento imobiliário?

9 - Concordam com a valorização da cultura, da ciência, da educação, com a formação ao longo da vida, com a inovação, com a modernização do Estado e do tecido empresarial, com a eficiência energética e com a redução das desigualdades?Conseguem negar que se somarmos todas as medidas que repõem o rendimento das famílias, e que totalizam 1372 milhões de euros, e subtrairmos as novas receitas fiscais criadas, que perfazem 600 milhões, o saldo líquido a benefício das famílias apresenta um aumento superior a 700 milhões de euros?

10 - Concordam com o aumento do salário mínimo?

11 - Concordam com a reposição do valor do Complemento Solidário para Idosos e do valor de referência do Rendimento Social de Inserção, para um total de 440 mil portugueses?

12 - Concordam com o aumento dos três primeiros escalões do abono de família, beneficiando mais de 1 milhão de crianças?

13 - Concordam com a redução das taxas de alguns serviços essenciais, como as taxas moderadoras no SNS, que terão uma redução de 24%, já neste ano de 2016?

14 - Se sabem fazer contas, concordam com a opção deste OE que resulta em que os portugueses vão pagar este ano menos impostos do que pagaram o ano passado e vão, sobretudo, pagar menos impostos do que o anterior governo tinha prometido à UE no Programa de Estabilidade e Crescimento?

15 - Quando argumentam que neste OE há “aumento de impostos” sabem a diferença entre aumento de receitas fiscais e o aumento de impostos, são ignorantes ou pouco sérios?

16 - Se não concordam com estas medidas vertidas no Orçamento de Estado, como justifica Passos o seu regresso à social democracia?

17 - Se é anunciado um voto contra todas estas medidas não fica o povo a saber que em sendo Passos primeiro-ministro tomaria quanto a todas elas exatamente o sentido inverso numa insistência fanática pelo empobrecimento?