Siga-nos

Perfil

Expresso

Chamem-me o que quiserem

O Exército Europeu de Juncker

  • 333

A União Europeia tem sido construída com saltos, nem sempre bem-sucedidos, que correspondem a fugas para a frente numa realidade adversa. Agora que a Rússia volta, de certa forma, a reclamar o seu espaço vital, o presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, lembrou-se da velha ideia de um exército europeu. Retirando saber quem o comandava, compunha e pagava, penso que se pode dizer - com ironia - não haver problemas com a proposta.

Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Redator Principal

Há dias participei com alguns especialistas num debate sobre o terrorismo. Um deles (não posso precisar qual deles) referiu algo que é evidente depois de ser dito: a Rússia sem Ucrânia como posto avançado na Europa, é um pouco como os Estados Unidos perderem a Grã-Bretanha como aliada. É verdade histórica, parece-me verdade estratégica e tem uma lógica indestrutível.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI