Siga-nos

Perfil

Expresso

Chamem-me o que quiserem

A independência da Catalunha é uma má ideia

Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Redator Principal

Apesar de impressionante o cordão humano, apesar de impressionante o número de catalães que são a favor da independência (52%, segundo as últimas sondagens), apesar de todas as razões de queixa que a Catalunha possa ter do centralismo de Madrid (que é um facto), a independência daquela região é uma má notícia para Portugal e para a Europa.

Não vale a pena invocar razões históricas, muito em voga nos séx. XIX e XX, porque as razões históricas, no geral, ocultam razões históricas anteriores a essas. Por exemplo, o reino de Aragão, que incluiu a Catalunha, era transfronteiriço e tinha partes que são hoje francesas - Narbonne , Carcassone e até Toulouse, por exemplo. A cruzada contra os albigenses (ou cátaros) deu cabo do grande reino aragonês e remeteu-o para cá dos Pirenéus.

As razões históricas são, normalmente invocadas como causa, mas não passam de argumentos. E a verdadeira causa da popularidade da independência da Catalunha, parece-me, infelizmente, ser esta: é uma das zonas mais ricas de Espanha que não quer contribuir para outras bem mais carenciadas, como a Extremadura ou a Andaluzia.  Aliás, não será por acaso que outra região independentista - o País Basco - também faz fronteira com a França estando, portanto, mais perto do centro da Europa. Além disso, estas duas regiões foram as que mais beneficiaram com a industrialização dos anos 50 e das que melhor souberam aproveitar as autonomias.

Na Checoslováquia, a separação da República Checa da Eslováquia também seguiu a ideia de mais ricos (checos) a deixarem mais pobres para trás (Eslováquia) e na Eslovénia o caso não foi muito diferente, quando se separou como país independente da Sérvia, a que historicamente estava ligada. Podem seguir-se a Escócia e a Flandres e assim se pode consagrar a decomposição de uma Europa que era para ser solidária, mas que aos poucos mostra a natureza de que sempre foi feita.

É por isso que para Portugal e para a Europa a independência da Catalunha é má ideia. É por isso que não percebo a quase euforia com que tantos portugueses a apoiam. Será por pensarem que enfraquece Madrid? Mas a verdade é que nos enfraquece a nós e a toda a Europa, num momento em que só o movimento contrário, o reforço do Continente e a solidariedade dos mais ricos com os mais carenciados, é uma esperança para a crise em que vivemos.

Twitter:@HenriquMonteiro https://twitter.com/HenriquMonteiro                     Facebook:http://www.facebook.com/pages/Henrique-Monteiro/122751817808469?ref=hl