Siga-nos

Perfil

Expresso

Altice/TVI - O país dos reguladores mortos

O negócio em que a Altice/Meo tenta comprar a TVI teve hoje honras de destaque no ‘Público’. Não é por ter sido com uma entrevista ao CEO deste grupo, Francisco Pedro Balsemão, que acho bem. Acontece que aquele presuntivo negócio é uma ameaça a todo o jornalismo e a todo o pluralismo, não só informativo como de entretenimento

A ameaça, que além de Francisco Pedro Balsemão foi denunciada por Paulo Azevedo (grupo Sonae, dono do ‘Público’) e por vários outros parceiros dos media, resume-se da seguinte forma: quem distribui pode ter a produção do que distribui? Essa distribuição não ficará – por muitas juras em contrário – a beneficiar os conteúdos próprios e a prejudicar os alheios? Ou seja, a Meo não se tornaria num braço da TVI, em vez de uma plataforma independente onde todos os produtores são tratados de acordo com condições de mercado? Parece que sim, e por isso o outro grande operador, rival de Meo, que é a NOS, também se opõe ao negócio.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)