Siga-nos

Perfil

Expresso

Panteão: um elogio a João Soares

Coloco este nome no título, porque se trata de um ex-ministro da Cultura (ainda que episodicamente) e deputado do partido do Governo. Podia pôr outros, por exemplo o do cronista Rui Tavares, no ‘Público’. E faço-o por uma questão concreta, pouco importante mas muito falada: o jantar da Web Summit no Panteão. Uma enorme carneirada, a quem pouca gente escapou, arrastada pela irracionalidade de redes sociais, decidiu que era crime de lesa-pátria. O primeiro-ministro, com a sua habilidadezinha, recordou que a possibilidade de haver um jantar ali se devia a um despacho do anterior Governo. Com isso conseguiu politizar a matilha

A discussão passou a ser se, quem autorizou (a Diretora Geral do Património Cultural), teria de autorizar ou não. Lendo o despacho, não restam dúvidas: tinha de decidir se permitia ou não o jantar, depois de ouvir os serviços competentes. Vai-se um pouco mais fundo e este jantar, com o local assinalado, estava no programa inicial dos ‘founders’ da Web Summit, assim, em inglês: 8pm Dinner Panteão Nacional. Poderia haver surpresa para quem não acompanhou par e passo a cimeira. Mas para quem acompanhou… por favor!

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)