Siga-nos

Perfil

Expresso

Protagonistas autárquicos ou o novo ciclo

Os principais atores de uma campanha para as autarquias locais deviam ser os candidatos às respetivas câmaras. Todos o sabem, mas também todos perceberam que não o são. Em Portugal, os partidos aproveitam qualquer campanha para fazer política nacional – fazer política talvez seja exagerado, é mais para arremessar acusações que, nas respetivas cabeças, são a parte substancial da política, sem se dignarem, na maioria, em esclarecer o que quer que seja

Assim sendo, tenho de analisar os principais artistas da campanha de forma condizente com o modo como ela se desenrolou. Novidades foram quase zero e, apesar de Marcelo afirmar que a partir das autárquicas se abre um novo ciclo político – o que é possível – não se vislumbra que tal ciclo seja contrastante com o atual.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)