Siga-nos

Perfil

Expresso

Como contratar um bom espião

Agora que o Embaixador Pereira Gomes mandou às urtigas a sua carreira na espionagem, para grande alívio de diversos setores socialistas, em especial de Manuel Alegre (pai do diplomata que trabalhava com o dito) e de Ana Gomes (a primeira a denunciar a sua ação em Timor); agora, que ficaremos todos sem perceber o que verdadeiramente se terá passado (à exceção de António Costa que afirma termos perdido um excelente diretor dos Serviços e de Augusto Santos Silva que põe as mãos no fogo pelo seu diplomata); agora que aguardamos a nomeação de outra personalidade lembrei-me da história de Ken Flower

Não sabem quem foi? A maioria não sabe e alguns dos que sabem já esqueceram. Pois foi o chefe da CIO, a agência de espionagem da Rodésia inglesa, depois Rodésia branca unilateralmente independente de Ian Smith e, por fim, do Zimbabwe (novo nome do país) quando Mugabe venceu e a maioria passou a ser negra.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)