Siga-nos

Perfil

Expresso

O estranho mundo de António Costa

Não sei se repararam, mas a frase da semana foi dita numa entrevista à Rádio Renascença pelo primeiro-ministro, António Costa (cito): “Esta solução governativa é uma boa solução com maioria absoluta ou sem maioria absoluta. Se, no final da legislatura, houver eleições e houver maioria absoluta, da minha parte entendo que, havendo disponibilidade do Bloco de Esquerda, do PCP e do PEV para renovarem este acordo, seria útil que isso acontecesse”. Ou seja, mesmo que o PS tivesse maioria absoluta, a geringonça continuava. Que quer isto dizer? Eis o que me proponho adivinhar, com o grande risco de não estar dentro da cabeça de Costa e não poder ter a certeza de nada

É estranho que o PS, com uma maioria absoluta, se sujeite a imposições e linhas vermelhas dos seus atuais parceiros. Na verdade, se essa maioria corresponde à vontade do eleitorado a leitura mais imediata é que não querem que o PS continue coligado e também não querem que a direita governe. Nesse caso, que falta fazem o PCP e o Bloco a António Costa? Eis o problema.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)