Siga-nos

Perfil

Expresso

Discrimina-se para não se discriminar?

Vários acontecimentos da minha vida privada, que não vêm ao caso, podem ter toldado o meu raciocínio. Se assim foi, peço já desculpa, antes que a polícia de costumes apareça. Ainda assim entendo que devo colocar umas questões, certamente sem nexo, mas que no meu enevoado cérebro surgem como tendo alguma pertinência. Refiro-me às novas leis sobre a discriminação

O Conselho de Ministro de há menos de 15 dias aprovou (e cito da fonte oficial) “a proposta de lei que agrega num só diploma o regime da prevenção, proibição e combate de qualquer discriminação assente na origem racial e étnica, cor, nacionalidade, ascendência e território de origem”. Do mesmo passo, é criminalizada a discriminação por associação. O que é isto? Já digo, desta vez citando o ‘Público’: “Acontece, por exemplo, se um jovem se desloca com dois ciganos a um serviço público e é mal atendido por estar com eles”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)