Siga-nos

Perfil

Expresso

O mundo para além de Trump

Já se sabe ao que vem e o que é o presidente dos EUA. Curiosamente está a cumprir o seu programa, sendo que ele seria um dos poucos políticos que descansaria o mundo caso não o fizesse. Está a provocar, a alterar ordens estabelecidas, a querer a regressão de tudo o que tem a ver com a globalização e com as migrações. Está a querer ser duro ou mesmo violento; está a gerir os EUA como geriu as empresas – ao murro na mesa

A sua última vítima foi o primeiro-ministro australiano, a quem desligou o telefone na cara (há versões contraditórias sobre esta afirmação), recusando-se a cumprir o acordo que este fizera com Obama. Mas o meu ponto, neste momento, é ver quem é o primeiro-ministro australiano… Pois é! Tirando estar lá nos antípodas, não é muito melhor do que Trump. Tem uma política desumana para os refugiados e o que temo é que, todos nós, fixados no presidente mais poderoso, nos esqueçamos, nos habituemos ou até simpatizemos com pessoas como o senhor Malcolm Turnbull.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)