Siga-nos

Perfil

Expresso

O espírito da liberdade e o combate à demagogia

Uma das piores receitas para combater a demagogia é utilizá-la. Com isto pretendo condenar as manifestações nos EUA nas quais se grita que Trump não é o seu presidente ou a ideia de que ele é uma espécie de nazi ou fascista. Ao contrário, tanto Obama como Clinton entenderam que o seu dever – e sublinho a palavra dever – era integrá-lo, ou seja tratá-lo como qualquer cidadão que tivesse acabado de ser eleito presidente dos EUA

Já Aristóteles previa que toda a democracia resvalaria, mais cedo ou mais tarde, para uma demagogia. Em certo sentido, o reino das paixões irracionais (e com elas os preconceitos, as mentiras, os exageros, o ódio, o populismo e o rol habitual de acusações e palavras amargas) substitui o reino da razão, da ponderação da conciliação. O problema é saber como se combatem as paixões irracionais sem entrar no jogo para onde nos arrastam. Ou seja, como dizia uma apoiante de Hillary sem responder ao ódio com ódio.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)