Siga-nos

Perfil

Expresso

CGD: Não é o salário. É a arrogância

Pelas informações que me dão, e pela qualidade de quem me dá tais informações, não duvido que António Domingues seja um muito bom gestor bancário. Pelo que se ganha na atividade de gestor bancário, não tenho dúvidas de que o seu salário está na mediana. Mas recordo que bancos e banqueiros que também eram considerados muito bons caíram, não pela sua competência técnica, mas pela arrogância de julgarem que as leis e normas não se lhes aplicavam. Ora esta foi a primeira impressão que Domingues deixou. E isso tem de preocupar os contribuintes que lá colocam milhares de milhões de euros

Aceito que o novo presidente da CGD não quisesse ganhar menos e colocasse como condição o salário. Aceito que o novo presidente da CGD quisesse construir uma equipa sólida e levasse com ele homens de confiança (embora estranhe que não encontrasse ninguém, ou quase, dentro da Caixa com esse perfil). Posso aceitar muitas coisas. Mas não aceito que ele exija alterar uma lei com 33 anos, além de recusar falar ao Parlamento. Só isso seria caso para alguém lhe dizer: Dr. Domingues, estávamos enganados, o senhor servirá para gerir tudo, menos bens públicos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)