Siga-nos

Perfil

Expresso

Cogumelos: será que Marcelo se lembra de botânica?

  • 333

Segundo relata a imprensa esta manhã, o Presidente da República tinha avisado, antes de entrar numa estufa de cogumelos em Trás-os-Montes: “Colher cogumelos dá umas imagens televisivas para pôr nervos a uma parte da classe política” (in ‘Público’, artigo de Leonete Botelho). Ora, esta frase, dá ideia de que Marcelo está bem recordado das aulas de botânica que recebeu no Liceu Pedro Nunes

Mais tarde, pegando num cogumelo que tinha outro agarrado, explica: “É o cogumelo duplo; este grande é o cogumelo presidencial, este, mais pequeno é o Governo. Solidariedade institucional. O Presidente sempre a aguentar o Governo, por uns tempos” (idem, ibidem). Bom, parece ser só isto e foi essencialmente na frase “por uns tempos” que a Comunicação Social pegou. Mas imaginemos que o Chefe do Estado sabe mais do que isto.

Se ele está bem recordado das aulas de botânica sabe que os cogumelos são fungos e que a maioria dos fungos (tal como as bactérias) alimentam-se decompondo a matéria orgânica de corpos mortos. A ciência chama-lhe saprófagos (dos corpos vivos dir-se-ia necrófagos) e popularmente são referidos como decompositores. Mas atenção: alimentam-se em boa parte de organismos vivos, com os quais se associam. Deste modo são igualmente parasitas ou mutualísticos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)