Siga-nos

Perfil

Expresso

Adeus Portas; se olharmos para trás vemos o quê?

  • 333

Havia uma anedota (bom, talvez os comunistas a considerem uma provocação) que dizia assim: “O PCP tem uma grande organização… olha se lhe desse para o bem”. De certo modo, podemos dizer de Paulo Portas que, para a Comunicação Social, ele é brilhante, inteligente, patriota e criativo… olha se lhe tem dado para o bem

O líder do CDS que este fim de semana termina a sua longa liderança tem um historial complexo. Intocável como chefe dos centristas (ou dos populares, ou dos democratas-cristãos, porque ele foi tudo) nos últimos 18 anos só esteve uns meses fora da liderança. Mas houve muita vida, antes desta vida.

Portas começou a carreira na JSD (e houve uma época, quando Sócrates era dirigente do PS, que os líderes dos três partidos que já estiveram no Governo tinham todos começado na JSD). Quando passou para o CDS, fê-lo (e isso foi-me dito pelo próprio há muito, ainda nos anos 80) por considerar que havia populismo a mais nos sociais-democratas. Curiosamente haveria ele de ser um dos mais populistas líderes de sempre.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI