Siga-nos

Perfil

Expresso

D. Marcelo, o cicatrizante de largo espetro

  • 333

Sou daqueles que posso passar uma hora a criticar Marcelo Rebelo de Sousa, mas têm de me dar outra hora para o elogiar. A sua tomada de posse, por exemplo, tem tanto de grandioso, tipo realeza, como de vantajoso, de unificador. Todos gostam de Marcelo, escrevi hoje no Expresso Curto. E sinceramente acho que essa é a verdade, ainda que o Bloco e o PCP não o tenham aplaudido

Marcelo é simples, é direto, é popular sem esforço. É um Mário Soares destes tempos, a esquerda da direita, quando Soares era, na altura, a direita da esquerda. Marcelo celebra, festeja e sente-se bem. Não tem vergonha de se sentir nas nuvens – este era o local onde queria estar, onde sente que tem condições para estar e – o que é mais importante – onde o povo quer que ele esteja. Em maior número agora do que quando foi eleito à primeira volta.

Marcelo é um alívio, para quem imagina a presidência tomada pelo ‘tempo novo’ de Sampaio da Nóvoa (que aliás, ontem, foi de uma correção assinalável e de aplaudir). Marcelo é Marcelo, está tudo dito. O resto é conversa.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI