Siga-nos

Perfil

Expresso

Por que vai a Uber ficar por cima

  • 333

Por muito que os taxistas reclamem – e mesmo que formalmente possam ter razão nalgumas reclamações – o melhor para eles é, em vez de manifestações e exigências, pensar na forma de utilizar plataformas como a Uber (palavra alemã que significa sobre). Porque é evidente que será o modelo da Uber a triunfar

“Temos de estar abertos a novas formas de concorrência e temos de ter consciência de que não é por decreto que elas são anuladas”. Eis uma frase simples que explica o que se vai passar: novas formas de concorrência, novos modelos de negócio e ineficácia de qualquer decreto para o anular. Não sou eu quem o afirma, nem nenhum neoliberal malvado. Quem o disse, ontem numa comissão parlamentar foi o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral. E disse bem.

O que se passa com os taxistas passou-se com as editoras de música, os editores de jornais e livros, os distribuidores de bens eletrónicos, mesmo com atividades das quais nem nos lembramos. É a desmaterialização e a simplificação do negócio. Eu estou em casa, chamo um carro (e estou a ver onde ele está naquele momento) que chega à hora certa. O simpático motorista oferece-me uma garrafa de água para o percurso e transporta-me mais barato; nem sequer preciso de ter o dinheiro à mão, basta-me o telemóvel. Depois de uma experiência destas, para que hei de chamar um táxi?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI