Siga-nos

Perfil

Expresso

Educação: uma folha de excel estragada

  • 333

Digam-me um sector em que o neoliberalismo do anterior Governo (alguns dirão fascizante) mais se tenha manifestado. Aposto que muitos responderão: Na Educação! Com os cortes constantes, com mais dinheiro para os privados, com exames praticamente desumanos

Não vou agora discutir se têm ou não razão, embora adivinhem que eu não partilho de tal opinião, nem no que diz respeito a qualquer neoliberalismo geral do Governo nem no que, em concreto, concerne a Educação. Mas vejamos as coisas pelos seus resultados.

O primeiro, que é interessante, é que a taxa de abandono escolar caiu quatro pontos em 2015, se comparado com o ano anterior. É agora de 13,7% no total, um número muito alto mas já a caminho do objetivo para 2020, que é de 10%. Sabem, no entanto, qual o valor da taxa em 2010? Era de 28,3%! Com o tal Governo que queria dar cabo da educação veio sempre a descer. Isto são factos (do Pordata), não é ideologia nem discurso de Mário Nogueira.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI