Siga-nos

Perfil

Expresso

Quando vão acabar com os ‘rankings’?

  • 333

O fim do exame do 6º Ano resulta de uma decisão estranha. O fim do exame do 4º Ano resulta de uma ação inacreditável, tomada num Parlamento, por uma maioria de deputados que percebem tanto disso como da plantação de oleaginosas (nem ao trabalho de ouvir especialistas se deram). Mas também porque é uma mera vingança em relação ao caminho de exigência que a Educação vinha a conhecer nos últimos Governos (e incluo David Justino, Maria de Lurdes Rodrigues, Isabel Alçada e Nuno Crato). Todos muito diferentes, mas todos tendo em comum serem vítimas do ‘bullying’ sindical de Mário Nogueira e seus apaniguados

Uma ideia que eu deixo ao Governo de António Costa, que descortina a direita ressabiada, mas não consegue, infelizmente, olhar para a sua esquerda revanchista no momento em que aquela lhe impõe os seus ditames, é acabar já com os ‘rankings’ das escolas. Porque os ‘rankings’ são a vergonha da igualdade - dão sempre escolas privadas à frente das públicas nas classificações.

Uma ideia que eu deixo ao Governo de António Costa, que descortina a direita ressabiada, mas não consegue, infelizmente, olhar para a sua esquerda revanchista no momento em que aquela lhe impõe os seus ditames, é acabar já com os ‘rankings’ das escolas. Porque os ‘rankings’ são a vergonha da igualdade - dão sempre escolas privadas à frente das públicas nas classificações.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI