Siga-nos

Perfil

Expresso

Donde estás, donde estás Maria Luís?

  • 333

O título tem um toque latino, de uma rumba (Donde estas Yolanda? música muito antiga recuperada pelos Pink Martini ao velho Orlando Contreras, falecido em 1994). De facto é a canção que me ocorre, mas com o nome da ex-ministra das Finanças. “Onde estás, onde estás, Maria Luís? Procurei-te, procurei-te, Maria Luís. E não estás, não estás, Maria Luís!”

Porque, Maria Luís, a gente vai pagar uma data de dinheiro no Banif, segundo diz o atual primeiro-ministro, porque tu (desculpa o tratamento, é só para dar com a rumba) não estavas, ou não estiveste para isso. Para resolver este problema antes das eleições, sabendo que o tinhas de fazer há mais de um ano. E há uma palavra para isso, mas a época natalícia reprime-me. A menos, claro, que António Costa não esteja a dizer a verdade toda, e nesse caso, já aqui devias estar a repor a tua versão.

Margrethe Vestager, a Comissária Europeia para a Concorrência já veio dizer uma coisa com a qual estou de acordo: “Os bancos não podem ser mantidos artificialmente no mercado com o dinheiro dos contribuintes” e pelas minhas contas, esta é a terceira vez que vou pagar bancos. Aflige-me, até, ser uma liberal da CE a dizer isto antes de qualquer partido de esquerda em Portugal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI