Siga-nos

Perfil

Expresso

IRS, sobretaxa, variações e fuga

  • 333

Fiquei hoje a saber que faço parte dos 11953 agregados familiares que mais IRS pagam. Fiquei contente. O trabalho é compensador, apesar de, provavelmente, ter de continuar a pagar a sobretaxa de 3,5%. Mas não se pode ter tudo – ser rico e pagar pouco. Ou pode?

Ao mesmo tempo fiquei a saber que uma série de amigos e colegas meus, também trabalhadores por conta de outrem, fazem parte do mesmo número que eu. Ainda bem para eles. Há menos de 0,5 por cento de portugueses a viver tão bem como nós. E isso nota-se pelas vastas propriedades que todos temos, as mansões em que habitamos, os Ferraris e os Porsches que guiamos e as viagens que fazemos. Ou não fazemos?

Fiquei ainda a saber que os 1000 mais ricos em Portugal são responsáveis por 0,5% dos impostos, ao passo que a média europeia é de 25%. A divergência não é grande é só 50 vezes menos. E o que é curioso é que os 1000 mais ricos não devem fazer parte dos 11953 que pagam mais de 80 mil euros de IRS.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI