Siga-nos

Perfil

Expresso

A deriva censória do ‘politicamente correto’

  • 333

Pensei em nunca escrever sobre este assunto, porque este assunto é justamente um daqueles em que nos arriscamos bastante. Não digo que o risco seja físico ou sequer moral, mas é um risco do que as pessoas ‘politicamente corretas’ definiriam por ‘assédio moral’. De que outra maneira posso entender (salvo pensar que quem o escreve é retardado) comentários de pessoas que, ao discordar de mim, exigem o meu despedimento?

Faço a justiça de dizer que não é claro o espetro político de onde vêm estes impulsos, embora um texto de Edward Luce, no ‘Financial Times’ associe a esquerda (em inglês dos EUA os ‘liberals’) a uma espécie de intolerância revisionista da história. Essa intolerância, ao contrário daquela que provém dos conservadores – e esta existe de forma bárbara, basta ver como um assassino mata pessoas num centro onde se pratica o aborto – é muito atreita à censura das palavras.

Do meu ponto de vista, isto tem a ver com o seguinte facto: a maioria dos jornais e publicações, assim como dos universitários pendem para a esquerda, pelo que detestam ler textos com que discordam ou participar em instituições que têm como referências personalidades de que eles não partilham os pontos de vista. Tentando explicar melhor, vou dar exemplos concretos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI