Siga-nos

Perfil

Expresso

IVA da restauração: apenas uma birra

  • 333

Percebo que se queira aumentar o salário mínimo, ainda que para níveis incomportáveis pelas empresas. Posso não concordar, mas entendo o raciocínio. Como princípio, quem trabalha não deve ter dificuldades em suprir as suas necessidades básicas. Como percebo que se aumentem pensões e se corte na TSU (ainda que fique desconfiado sobre os efeitos na Economia que tais medidas terão). Ou seja, compreendo que nessas medidas há um racional que foi sempre associado à esquerda ou a parte dela. O que já não entendo, senão como uma birra, é a baixa do IVA para a restauração

Ou melhor, como é óbvio, reconheço que a ideia é boa para os empresários de hotelaria e que melhor seria se uma baixa de impostos se destinasse a todos os empresários e trabalhadores. Mas não me entra por que motivo, todos os que não pertencem à restauração (ou quase) pagarão para os de hotelaria. Porque a baixa de 10% no IVA da restauração é como tudo – alguém vai ter de paga - os contribuintes.

Mais de pé atrás fico quando os responsáveis do setor alertam, provavelmente cheios de razão, ser “impensável falar em diminuir preços”, como referiu ontem ao Expresso Diário José Manuel Esteves, diretor geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (ARHESP). E a acrescenta: “Não nos peçam para baixar preços, porque nunca os aumentámos, mesmo com a loucura do IVA que temos de pagar trimestralmente”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI