Siga-nos

Perfil

Expresso

As armas, os loucos e as causas

  • 333

Se me perguntarem se sou a favor da venda livre de armas, claro que não sou. E, embora reconheça que nos EUA há uma tradição constitucional que diz que todos os homens têm direito a uma arma para se defenderem (como herança de um tempo de território isolado e hostil), ainda assim seria a favor da limitação da sua venda. Posto isto, fico sempre admirado pela rápida reação contra a venda de armas sempre que há um crime, por mais inusitado que seja, como foi o de ontem com o assassínio de dois jornalistas num centro comercial da Virgínia. Há uma espécie de ‘totem’ sagrado, uma ideia prefabricada que faz saltar estas reações nas boas almas. Se o assassino tivesse usado uma faca, proibiam-se as facas?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI