Siga-nos

Perfil

Expresso

Tsipras e o fim dos privilégios (ou onde está a esquerda?)

  • 333

“Acabe com os privilégios dos armadores, dos militares, da Igreja Ortodoxa!”. Este podia ser um discurso de Tsipras dirigido a um coronel grego, mas não foi. Foram palavras duras proferidas por um liberal – o líder dos liberais no Parlamento Europeu, o belga Guy Verhofstadt

Ex-primeiro-ministro da Bélgica durante nove anos, federalista confesso e promotor das célebres causas fraturantes daquele país, Verhofstadt deveria ser endeusado pelos mesmos que por cá apoiam Tsipras. Reparem no que ele fez a partir do Governo: legalizou a eutanásia, as drogas leves e permitiu casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Mais do que isso, foi ele o mais forte opositor à candidatura de Durão Barroso a presidente da Comissão Europeia, contando com o apoio de Chirac e de Schröder (então chanceler e líder do SPD alemão). Foi Tony Blair, diz-se, quem o vetou.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI