Siga-nos

Perfil

Expresso

O exemplo de Espanha. Bom vento?

  • 333

Em Espanha, tendo acabado o bipartidarismo, chegou a época das coligações e alianças. Algumas fáceis de conseguir, outras terão de ser totalmente abstrusas. Aos poucos os partidos tradicionais – PP, com enorme derrota; PSOE mostrando incapacidade de ser alternativa ao desgaste da direita – perdem terreno para formações que há dois anos ninguém conhecia. Se isso é bom ou mau é cedo para dizê-lo. Mas revela que quem quer sobreviver tem de se adaptar.

A Europa está em profunda mudança e mesmo no velho Reino Unido que tem um sistema eleitoral não proporcional, que disfarça maus resultados, o facto notou-se. O UKIP, num parlamento como o nosso ou o Espanhol, teria retirado a maioria aos Conservadores, do mesmo modo que os Ciudadanos e o Podemos a retiraram ao Partido Popular espanhol sem permitir que a subida do PSOE compensasse a queda da direita.


Para continuar a ler o artigo, clique AQUI